Agregados Reciclados

          A mineração de agregados tem papel fundamental no aumento da qualidade de vida da humanidade pela produção de matéria prima para a construção civil, possibilitando melhores residências, prédios comerciais, rodovias, entre outras obras indispensáveis para a sociedade. Em paralelo, questões ambientais e o uso racional dos recursos naturais são muito discutidos atualmente e exigem soluções alternativas, como a reciclagem de materiais de construção.

          Os agregados, basicamente brita e areia, são os bens minerais mais consumidos no mundo, e sua mineração destaca-se principalmente pelos grandes volumes de produção, alto custo de transporte, fácil beneficiamento e baixo preço unitário. Segundo a ANEPAC (2015), temos como exemplo o ano de 2014 onde foram produzidos em torno de 45 bilhões de toneladas de agregados no mundo, sendo o Brasil responsável por 673 milhões de toneladas. Desta forma, economicamente é muito difícil encontrar material substituto.

          Contudo, a exploração de areia tem sido cada vez mais coibida pelos órgãos de fiscalização devido ao seu impacto ao meio ambiente, como o assoreamento de rios e consequente degradação do curso d’água. Em relação à brita, as pequenas empresas têm a necessidade de fazer sua extração próxima aos centros consumidores para baixar o preço do frete, e assim, convivem em constantes conflitos com a comunidade e órgãos fiscalizadores.

          Como possível alternativa, existem estudos recentes que trabalham em cima da utilização dos Resíduos de Construção e Demolição, os RCD. De acordo com a CONAMA, a areia e brita reciclada correspondem a classe A definida para agregados oriundos de material reciclável como concreto ou alvenaria. Quanto a sua utilização, existem normas que regularizam a substituição do agregado natural pelo reciclado de acordo com sua finalidade, exceto em peças de função estrutural.

          Um dos maiores desafios das empresas de gerenciamento e processamento de resíduos é garantir que a areia e brita reciclada atenda aos requisitos técnicos exigidos de acordo com a sua finalidade. Como o material é muito variável, torna-se difícil sua implantação constante e em larga escala no mercado da construção civil.

          Quanto ao beneficiamento, normalmente envolvem etapas de britagem e peneiramento, visando a produção de agregados graúdos (acima de 4,8 mm). Entretanto, o beneficiamento começa no acompanhamento da demolição da construção para a correta separação dos materiais contaminantes, ou seja, de resistência diferente da do concreto.

          A utilização de agregados reciclados traz algumas vantagens como: menor preço de aquisição no mercado, realocação correta do entulho gerado e reutilização de material de qualidade na construção civil, uso racional dos recursos naturais e preservação do meio ambiente. O maior entrave para sua consolidação no Brasil é a falta de cultura do uso de reciclados. Entretanto, com a evolução da pesquisa científica neste tema é provável que a construção civil adote totalmente esta alternativa no futuro.

Referências:

ANEPAC. O mercado de agregados no Brasil. 2015. São Paulo. Disponível em <http://www.anepac.org.br/agregados/mercado/item/download/69_04062b071b7171f3481b7a0e8f36f5ac>. Acesso em 24 de janeiro de 2017.

 

CORSINI, R. Agregados Reciclados. 2011. Revista Construção. Edição 123. Outubro de 2011. Disponível em: < http://construcaomercado.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/123/artigo299541-1.aspx>. Acesso em 24 de janeiro de 2017.

 

JUNIOR, C.A.F.F. Mercado de agregados no Brasil. 2012. Disponível em:< https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiErp7EptvRAhXDFZAKHT6GAkEQFgg6MAU&url=http%3A%2F%2Fwww.cetem.gov.br%2Fcomponent%2Fk2%2Fitem%2Fdownload%2F487_a9629742da64e8c639798ba977f0ce3c&usg=AFQjCNEO_XKKuAV7Y635B8w2FXufXXBGQQ&sig2=bLZKHbn4VRFMdKp6I_K05w&bvm=bv.145063293,d.Y2I> Acesso em 24 de janeiro de 2017.

 

LIMA, F.M.R.S. A formação da mineração urbana no Brasil: reciclagem de RCD e a produção de agregados. 2013. São Paulo. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-26122013-144341/pt-br.php>. Acesso em 24 de janeiro de 2017.

 

SILVA, C.A.R. Estudo do agregado reciclado de construção civil em misturas betuminosas para vias urbanas. 2009. Ouro Preto. Disponível em: < http://www.der.mg.gov.br/images/TrabalhosAcademicos/cesar%20augusto%20rodrigues%20silva%20dissertacao%20de%20mestrado.pdf> Acesso em 24 de janeiro de 2017.
 

Contato

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Agronomia                                         contato@ejminas.com

91509-900

Prédio 43427                                                                                    +55 51 9 9396 5763

Porto Alegre - RS

Copyright 2015 © EJMinas. Todos os direitos reservados.

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
EJMinas - Consultoria em Mineração